PRODUÇÃO

A Controvérsia do uso de animais em exposições de museus de Ciências: o que pensa o público?

(MESTRADO)

Felipe Barbosa Dias (2019- atual)

A utilização de animais em exposições é considerada como uma Questão Sociocientífica Controversa (QScC) nesta pesquisa, sendo importante a realização de estudos que busquem investigar a compreensão do público frente à tal problemática. Neves et. al (2016) mostram em seu estudo que a controvérsia da experimentação animal gera embates discursivos em diferentes atores sociais, como pesquisadores, políticos, ativistas e visitantes de museus de ciências. No contexto dos museus, mapear o discurso do público e compreender suas reações é importante para possibilitar elaborações e reconstruções de exposições e ações educativas nestes espaços que contemplem, mesmo que indiretamente, temáticas controversas. Posto isso, esta investigação busca responder qual a percepção do público sobre o uso de animais em museus de ciências, especificamente em exposições do tipo dioramas e exposições de imersão. Para atender ao objetivo do trabalho, estudos de caso estão sendo realizados em duas exposições: Aviário do Zoológico de Salvador (exposição de imersão) e o Museu Biológico do Instituto Butantan em São Paulo (diorama). Ao todo, 26 pessoas adultas em visita às exposições foram observadas e concederam entrevistas, posteriormente transcritas e submetidas à análise de conteúdo de Bardin (1977). Este estudo busca compreender como as percepções do público sobre a QScC trabalhada se expressam em diferentes contextos expositivos, com o intuito de indicar futuros caminhos que os museus de ciências que expõem animais possam seguir para lidar com as experiências vividas pelos visitantes às suas exposições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>